PUBLICIDADE
Topo

Blog do Matias

Don Cheadle estreia na direção atuando como Miles Davis

Alexandre Matias

10/10/2015 22h10

Miles-Ahead-Don-Cheadle

Depois de conseguir estabelecer-se como ator – indo de dramas pesados como Hotel Ruanda (2004) ao entretenimento puro e simples da Marvel no papel do herói Máquina de Combate -, Don Cheadle dá um passo ousado e se lança como diretor, dirigindo a si mesmo no papel de ninguém menos que Miles Davis. O filme Miles Ahead é um cinebiografia não cronológica de um dos maiores nomes da história do jazz – senão o maior – e uma das figuras mais controversas da cultura pop. Dois trechos do filme apareceram online: em um deles, Miles conversa com seu colaborador Gil Evans (vivido por Jeffrey Grover) no estúdio de gravação de um dos discos que fizeram juntos, ainda nos anos 50.

Em outro, Miles deixa que um jornalista da revista Rolling Stone que está incumbido de fazer um perfil sobre ele dirija seu carro. O jornalista é vivido por Ewan McGregor e a cena se passa nos anos 70.

Nos dois trechos dá para sacar a ênfase na personalidade difícil do músico, capital para entender a principal história contada no filme, sobre como ele conseguiu reaver os direitos sobre sua própria obra. Miles Ahead foi exibido pela primeira vez neste fim de semana, na sessão de encerramento do New York Film Festival, e além de ser a estreia de Cheadle na direção também marca a primeira vez que o ator utiliza uma plataforma de financiamento coletivo para conseguir bancar o filme: há dois anos ele pediu US$ 325 mil para realizar o filme e conseguiu bater sua meta com US$ 344 mil. Abaixo o vídeo que ele fez ao lançar a campanha de crowdfunding.

A Sony conseguiu os direitos para lançar o filme comercialmente, o que irá acontecer apenas em 2016.

Sobre o Autor

Alexandre Matias cobre cultura, comportamento e tecnologia há mais de duas décadas e sua produção está centralizada no site Trabalho Sujo (www.trabalhosujo.com.br), desde 1995 (@trabalhosujo nas rede sociais). É curador de música do Centro Cultural São Paulo e do Centro da Terra, do ciclo de debates Spotify Talks, colunista da revista Caros Amigos, e produtor da festa Noites Trabalho Sujo.

Sobre o Blog

A cultura do século 21 é muito mais ampla que a cultura pop, a vida digital ou o mercado de massas. Inclui comportamento, hypes, ciência, nostalgia e tecnologia traduzidos diariamente em livros, discos, sites, revistas, blogs, HQs, séries, filmes e programas de TV. Um lugar para discussões aprofundadas, paralelos entre diferentes áreas e velhos assuntos à tona, tudo ao mesmo tempo.

Blog do Matias