Topo
Blog do Matias

Blog do Matias

Noel Gallagher sobre o Tidal: "Eles querem o Nobel da Paz? Façam música!"

Alexandre Matias

06/05/2015 18h15

noel

Você pode até não gostar de Oasis, mas não dá pra dizer que o Noel Gallagher não é uma das personalidades mais interessantes do cenário musical atual. Não apenas por lenta e espertamente estar se tornando uma versão clássica de si mesmo ao envelhecer com dignidade como por não ter papas na língua. Em uma entrevista à revista Rolling Stone, o ex-vocalista do Oasis atirou para todos os lados e sobrou até para o Tidal, o serviço de streaming lançado pelo rapper Jay Z com o endosso de titãs do pop atual como Rihanna, Madonna, Kanye West, Daft Punk e Chris Martin, do Coldplay. Disse Noel:

"Acho que as pessoas no palco tinha um pouco de consciência de que eles não queriam ser vistos como os minions de Jay Z. Madonna estava bem cool, do jeito que ele pôs sua perna sobre a mesa e a assinou (o contrato)."

madonna-tidal

"Acho que, no fim das contas, com toda aquele papo furado deles, será que acham que são os fuckin' Vingadores? Eles vão salvar o mundo! Eu falei com o Chris (Martin) no dia seguinte e disse: 'Vocês querem o prêmio Nobel da Paz? É isso que vocês querem?'. E eles todos 'nós vamos salvar o negócio da música.' E eu estou ali, sentado, pensando que talvez fosse melhor se eles quisessem compor um refrão decente, pra fuckin' começar. Deixa os fuckin' royalties e esse papo de 'poder da música' pra lá. Escrevam uma música boa. Comecem por aí."

Eis o áudio do trecho destacado da entrevista:

Noel tem um ponto. A indústria fonográfica talvez realmente esteja em sua melhor época, mas há muita concentração no aspecto industrial e pouco foco no lado criativo, quando nos referimos aos poucos gigantes que sobraram da era de ouro da indústria fonográfica. Há muito marketing e pouco sentimento no topo das paradas de hoje em dia, sejam elas de músicas mais tocadas no rádio, mais ouvidas em serviços de streaming, mais vendidos em lojas de discos ou mais baixados na internet. O negócio de massa talvez esteja perdendo mão por dar muita ênfase ao negócio.

Por outro lado, os nichos proliferam cada vez mais. Mas isso é papo pra outro dia…

Sobre o Autor

Alexandre Matias cobre cultura, comportamento e tecnologia há mais de duas décadas e sua produção está centralizada no site Trabalho Sujo (www.trabalhosujo.com.br), desde 1995 (@trabalhosujo nas rede sociais). É curador de música do Centro Cultural São Paulo e do Centro da Terra, do ciclo de debates Spotify Talks, colunista da revista Caros Amigos, e produtor da festa Noites Trabalho Sujo.

Sobre o Blog

A cultura do século 21 é muito mais ampla que a cultura pop, a vida digital ou o mercado de massas. Inclui comportamento, hypes, ciência, nostalgia e tecnologia traduzidos diariamente em livros, discos, sites, revistas, blogs, HQs, séries, filmes e programas de TV. Um lugar para discussões aprofundadas, paralelos entre diferentes áreas e velhos assuntos à tona, tudo ao mesmo tempo.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog do Matias