Blog do Matias

No dia de seu aniversário de 70 anos, surge a primeira música póstuma de David Bowie

Alexandre Matias

08/01/2017 09h16

david-bowie-no-plan

Há um ano, numa sexta-feira, David Bowie nos presenteava com o enigmático disco ★, lançado de surpresa no dia de seu aniversário de 69 anos. A obra, saudada como seu melhor disco em décadas, foi decifrada dois dias depois, numa segunda, quando sua morte, que acontecera no domingo seguinte ao lançamento do disco, foi tornada pública. Era uma personalidade tão marcante e sensível, um artista tão versátil e presente, que a notícia de sua morte prematura ainda é um choque que muitos não conseguiram assimilar.

Exatamente um ano depois, surge online a primeira obra póstuma de David Bowie, um igualmente enigmático EP chamado de No Plan, com três músicas que ficaram de fora de ★. Além da faixa-título, ainda há “Lazarus”, uma das faixas mais fortes de seu disco de despedida, e as canções inéditas “Killing A Little Time” e “When I Met You”. As quatro faixas fazem parte do musical “Lazarus”, peça que David Bowie escreveu e viu estrear em seu último ano de vida. São as últimas gravações que Bowie fez antes de morrer.

“No Plan”, a desiludida balada escolhida para anunciar o novo EP, encontra David Bowie vagando no pós-vida como um astronauta perdido no espaço. O clipe escolhe uma imagem marcante do século vinte (pessoas se aglomerando em frente a uma vitrine cheia de aparelhos de TV, que perde todo o sentido na era das telas nos bolsos que vivemos) para que Bowie cante suas impressões sobre a vida após a vida.

“Here
There’s no music here
I’m lost in streams of sound
Here
Am I nowhere now?
No plan

Wherever I may go
Just where
Just there
I am

All of the things that are my life
My desires
My beliefs
My moods
Here is my place without a plan

Here
Second Avenue
Just out of view
Here
Is no traffic here?
No plan

All the things that are my life
My moods
My beliefs
My desires
Me alone
Nothing to regret
This is no place, but here I am
This is not quite yet”

Traduzo abaixo a letra desta última canção, uma música que também fala bastante sobre o que esperar de 2017.

“Aqui
Não há música aqui
Estou perdido em ondas de som
Aqui
Estou em lugar nenhum agora?
Sem plano

Onde quer que eu possa ir
Apenas onde
Apenas ali
Eu sou

Todas as coisas que são minha vida
Meus desejos
Minhas crenças
Meus humores
Aqui é o meu lugar sem plano

Aqui
Segunda Avenida
Apenas fora de vista
Aqui
Não há tráfego aqui?
Sem plano

Todas as coisas que são minha vida
Meus humores
Minhas crenças
Meus desejos
Eu só
Nada para se arrepender
Este não é um lugar, mas aqui estou
Isso ainda não é”

Feliz ano novo!

Sobre o Autor

Alexandre Matias, 41, nasceu em Brasília e mudou-se para Campinas em 1993. Começou a trabalhar como jornalista no Diário do Povo, em Campinas, e em 1995 criou a coluna Trabalho Sujo (http://trabalhosujo.com.br/), que manteve em papel pelo tempo que ele trabalhou no jornal, até 1999, quando a transformou em um site, que mantém até hoje. Atualmente mantém o podcast Vida Fodona (http://fubap.org/vidafodona/) e uma coluna sobre música brasileira na revista Caros Amigos. Também produz a festa semanal Noites Trabalho Sujo na Trackers, no centro de São Paulo, onde mora desde 2001. Trabalhou ainda como tradutor de HQs, editor-executivo da Conrad Editora e editor-chefe da agência de notícias do projeto Trama Universitário, da gravadora Trama. Também editou o caderno Link do jornal O Estado de S. Paulo e foi diretor de redação da revista Galileu, da editora Globo.

Sobre o Blog

A cultura do século 21 é muito mais ampla que a cultura pop, a vida digital ou o mercado de massas. Inclui comportamento, hypes, ciência, nostalgia e tecnologia traduzidos diariamente em livros, discos, sites, revistas, blogs, HQs, séries, filmes e programas de TV. Um lugar para discussões aprofundadas, paralelos entre diferentes áreas e velhos assuntos à tona, tudo ao mesmo tempo.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog do Matias
Blog do Matias
Blog do Matias
Blog do Matias
Blog do Matias
Blog do Matias
Blog do Matias
Blog do Matias
Blog do Matias
Blog do Matias
Blog do Matias
Blog do Matias
Blog do Matias
Blog do Matias
Blog do Matias
Blog do Matias
Blog do Matias
Blog do Matias
Blog do Matias
Blog do Matias
Blog do Matias
Blog do Matias
Blog do Matias
Blog do Matias
Blog do Matias
Blog do Matias
Blog do Matias
Blog do Matias
Blog do Matias
Blog do Matias
Blog do Matias
Blog do Matias
Blog do Matias
Blogs - Blog do Matias
Blogs - Blog do Matias
Blogs - Blog do Matias
Blogs - Blog do Matias
Blogs - Blog do Matias
Blogs - Blog do Matias
Blogs - Blog do Matias
Blogs - Blog do Matias
Blogs - Blog do Matias
Blogs - Blog do Matias
Blogs - Blog do Matias
Blogs - Blog do Matias
Blogs - Blog do Matias
Blogs - Blog do Matias
Blogs - Blog do Matias
Blogs - Blog do Matias
Blogs - Blog do Matias
Blogs - Blog do Matias
Topo